Foto: Folha do Sertão

A Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas da Paraíba ( FCDL/PB) manifestou através de uma nota nesta quinta-feira(24), o apoio ao movimento dos caminhoneiros, apoiado por motoristas de taxi e aplicativos de transporte.

“Os dados são estarrecedores e os brasileiros precisam reagir, a classe empresarial e produtiva do Brasil precisa reagir. Nossa economia caminha a passos largos para uma derrocada, de modo que a reação iniciada pelos caminhoneiros é digna de parabéns e exaltação de toda classe civil brasileira, notadamente a empresarial, para ver se assim o povo brasileiro possa ser visto e notado pelo Governo Federal”, diz a nota.

Além disso, a FCDL/PB explicou que o aumento do preço dos combustíveis compromete a recuperação econômica do país, pois qualquer reajuste adicional representa um impacto direto na inflação e nos custos de quase toda a cadeia produtiva.

“O movimento dos caminhoneiros, taxistas, motoristas de aplicativos e motofretistas é apartidário, sem cor, sem classe, é um movimento pelo Brasil. Boa sorte aos caminhoneiros brasileiros, a classe lojista paraibana lhe apoia”, encerra o texto.

Confira o documento na íntegra

NOTA DE APOIO

A FEDERAÇÃO DAS CÂMARAS DE DIRIGENTES LOJISTAS DO ESTADO DA PARAÍBA – FCDL/PB, por intermédio de sua presidência, vem manifestar publicamente sua total solidariedade e absoluto apoio ao movimento paredista desencadeado pelos caminhoneiros de todo o Brasil e já encampado pelos motoristas de taxi, aplicativos e motofretistas.

Segundo dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor 15 (IPCA15) divulgados no dia 23.05.2018, o preço da gasolina subiu 18,97% no acumulado em 12 meses até abril, enquanto que o combustível para veículos teve alta de 17,35%.

Os dados são estarrecedores e os brasileiros precisam reagir, a classe empresarial e produtiva do Brasil precisa reagir. Nossa economia caminha a passos largos para uma derrocada, de modo que a reação iniciada pelos caminhoneiros é digna de parabéns e exaltação de toda classe civil brasileira, notadamente a empresarial, para ver se assim o povo brasileiro possa ser visto e notado pelo Governo Federal, o qual apenas suga dos filhos desta pátria uma das maiores cargas tributárias do mundo, sem dar a eles o menor dos retornos nas necessidades mais básicas, como saúde, educação e segurança pública. Entre impostos, taxas, contribuições e empréstimos compulsórios , o Brasil chega a um número em torno de 80 tributos existentes, se é difícil até mesmo para decorar o nome de toda essa carga tributária, imagine a dificuldade para pagar.

Segundo o site da FECOMBUSTÍVEIS, a média nacional do peso dos impostos sobre a gasolina, diesel e etanol, em maio de 2018, é de, respectivamente, 43%, 27% e 26%, ou seja, a cada 10 litros de gasolina que o cidadão brasileiro coloca no seu carro, 4,3L se referem exclusivamente a tributos. Absurdo!!!

A FCDL/PB entende que o aumento do preço dos combustíveis compromete a recuperação econômica, pois qualquer reajuste adicional tem um impacto direto na inflação e nos custos de quase toda a cadeia produtiva – da agricultura até a fabricação de aviões.

O remédio adotado pelo Governo Federal para recuperar a economia está nitidamente errado, não precisa ser economista para enxergar isso, basta ter uma noção mínima de gestão. Ora, se um empresário enfrenta problema de receita qual a primeira solução a ser tomada???? A resposta é simples … tem de enxugar a sua estrutura, reduzir o seu tamanho.

Esse é o entendimento da FCDL/PB, o Governo Federal deve promover mudanças estruturais profundas justamente para reduzir o tamanho do Estado e deixar de apostar apenas na elevação da carga tributária como fonte de elevação da receita, pois essa compreensão da engrenagem estatal caiu em desuso mundial desde a década de 80. O que se deve ter em mente é que somente assim, com enxugamento nos mais diversos setores e com combate ao desperdício e à corrupção, é que o Brasil terá fôlego suficiente para sair da mais grave de suas últimas crises.

O movimento dos caminhoneiros, taxistas, motoristas de aplicativos e motofretistas é apartidário, sem cor, sem classe, é um movimento pelo Brasil

O Brasil somos nós, façamos dele um país melhor.

Boa sorte aos caminhoneiros brasileiros, a classe lojista paraibana lhe apoia.
João Pessoa, 24 de maio de 2018.

José Lopes da Silva Neto
Presidente FCDL/PB

Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!