A Polícia Civil da Paraíba, por meio de ação conjunta da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande – DRF/CG e Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande – DRE/CG, desencadeou na manhã desta quarta (09) a chamada Operação Mercador, nos municípios de Campina Grande e Puxinanã, resultando na apreensão de cerca de cinco mil munições e cinquenta e cinco artefatos explosivos (com cordéis detonantes), além de uma pistola calibre 380, roubada no estado da Bahia e várias ferramentas utilizadas em “explosões” bancárias.

Três pessoas foram presas, suspeitas de comercializar armas e munições, fornecendo-as para integrantes de uma ORCRIM voltada para os crimes contra instituições financeiras/bancárias na região de Campina Grande. Os suspeitos também mantinham um sítio na zona rural de Puxinanã, usado como base de reunião do grupo criminoso e local para armazenamento de material explosivo. Mais detalhes serão fornecidos amanhã, às 10 da manhã, na Central de Polícia Civil de Campina Grande.

ascom

Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!