Romero ja admite Micheline como vice de Cartaxo e definição sai ainda em fevereiro

 

O prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), concedeu entrevista nesta segunda, 12 a um portal, em seu apartamento no bairro do Mirante, na Rainha da Borborema e falou sobre folia e política. Ele admitiu que a esposa, Micheline, já teve amplas restrições à participação no processo de disputa por mandato eletivo, mas estaria mais flexível ultimamente. Apesar de manter sua disposição em ser o candidato a governador do Estado nas eleições deste ano, Romero reconheceu que pode sair de sua casa o nome para acompanhar Luciano Cartaxo (PSD) caso seja ele o ungido pelo bloco de oposição para concorrer à cadeira mais cobiçada do Palácio da Redenção em outubro.

“Não vou dizer que a luz deve brilhar apenas sobre mim. De forma alguma. Ele também foi reconhecido pelo trabalho realizado na capital paraibana, ganhou as eleições no primeiro turno e tem méritos suficientes para também ser candidato a governador… É importante que as duas cidades estejam sintonizadas com a mesma pretensão eleitoral. Essa união é fundamental para superar as dificuldades eleitorais, mas como faremos, em que formato, eu não sei dizer. Estou à disposição para contribuir. As pessoas falam muito em Micheline de tanto insistirem na divulgação, ela que foi muito radical contra, já não é muito radical. Ela é médica e se dedica muito à oftalmologia, mas hoje ela já escuta o assunto político com mais tranquilidade. É preciso conversar com ela. Se fossem me perguntar sim ou não, eu diria talvez”, brincou Romero Rodrigues.

Com parlamentopb

Load More Related Articles
Comments are closed.