25 de setembro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
DestaquesParaíba

Boa nova, fé e esperança: Mortes por covid-19 caem 66% no mês de julho em Campina Grande

Dados divulgados nesta semana, pela plataforma de controle epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde, indicaram uma redução significativa no número de óbitos por covid-19 em Campina Grande no último mês de julho. De acordo com o levantamento, o número de mortes caiu 66% com relação ao mês anterior. Foram 123 em junho e 43 em julho.

Já nos cinco primeiros dias de agosto foram registradas duas perdas. “É um indício que mostra um controle e estabilização dos casos. Mas não podemos esquecer que, por mais que tenhamos tido reduções, ainda aconteceram mortes, perdas muito importantes para familiares e amigos das vítimas. Portanto, nós celebramos essa redução, mas continuamos consternados pelos óbitos que aconteceram, o que reforça em nós a necessidade de mantermos todos os cuidados”, disse o secretário de saúde, Filipe Reul.

No Complexo Hospitalar Municipal Pedro I aconteceram 30 perdas durante o mês de julho, somando os residentes de Campina Grande e de outros municípios. O número de internações também caiu significativamente. A taxa de ocupação das enfermarias é de 19% e da UTI de 32%, dispondo de 141 leitos de enfermaria e 99 de UTI.

“Esse processo é também um reflexo da campanha de imunização, já que nós vacinamos com ao menos uma dose, entre primeira dose e dose única, mais de 70% da população elegível para receber a vacina”, explicou o secretário.

No total, 201.987 pessoas receberam a primeira dose da vacina, 6.260 tomaram a dose única e 72.176 receberam a dose de reforço. Somando as pessoas que tomaram a D1 e dose única, mais de 72% das pessoas de 18 anos acima já tomaram ao menos uma dose. Nesta sexta-feira, 6, a Secretaria Municipal de Saúde está imunizando as pessoas a partir de 29 anos de idade.

Codecom

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!