Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Mundo

Bolsonaro e Biden vão se reunir na Cúpula das Américas

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, espera que a Cúpula das Américas estabeleça novas bases com a América Latina e o Caribe, mas começa na segunda-feira (6) com ameaças de boicote de países como o México.

Faltando apenas dois dias para sua abertura em Los Angeles, cidade que abriga a maior comunidade hispânica dos EUA, o anfitrião ainda não revelou a lista de governantes convidados, que se tornou a lista de divergências.

No nível diplomático, a cúpula, que terminará em 10 de junho com a guerra na Ucrânia como pano de fundo, permitirá que Biden se encontre com alguns presidentes.

Entre eles o brasileiro Jair Bolsonaro, aliado do ex-presidente Donald Trump e com quem o atual inquilino da Casa Branca não se encontra há quase um ano e meio.

Os dois discutirão questões bilaterais e globais, insegurança alimentar, resposta econômica à pandemia, saúde e aquecimento global, já que “todas as prioridades da cúpula são áreas nas quais o Brasil desempenha um papel incrivelmente importante”, listou Juan Gonzalez.

O sucesso da cúpula, para Rebecca Bill Chavez, presidente do Diálogo Interamericano, dependerá se servirá “como uma plataforma de lançamento para um compromisso regional e focar em questões que encontrem eco”.

Com informações do G1.

 
Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!