Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

DestaquesPolítica

Bolsonaro sobre Facchin: Deveria se considerar impedido de conduzir às eleições

O ministro Edson Fachin, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deveria se considerar impedido de conduzir as eleições no Brasil.

“Em 2018, Fachin falou que fez falta o nome do Lula por ocasião das eleições. Deixo claro também que quem soltou Lula da cadeia e o tornou elegível foi o próprio Fachin”, afirmou o presidente em conversa com apoiadores. Segundo Bolsonaro, os episódios trazem mais questionamentos sobre a lisura do processo eleitoral. “O Fachin no mínimo deveria se considerar impedido ou suspeito para conduzir o processo eleitoral. Isso aumenta em muito a suspeição do que pode estar acontecendo lá dentro”.

Ainda nesta segunda-feira, em entrevista à BandNews TV, Bolsonaro criticou o ministro por “chamar diplomatas para conhecerem o processo eleitoral”. Para o mandatário, Fachin “deixa transparecer” que o chefe do Executivo brasileiro está “preparando um golpe”.

“E deixa claro, nas palavras dele, que, uma vez anunciado o resultado das eleições, o mundo todo deve reconhecer imediatamente Lula como presidente da República eleito”, disse Bolsonaro. “Pretendo na volta dos EUA, da Cúpula das Américas, convidar embaixadores a conversar comigo sobre eleições”, disse Bolsonaro.

O presidente afirmou que o ex-presidente Lula (PT) é o candidato dos ministros Fachin, Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Para Bolsonaro, os ministros do STF querem “tumultuar” as eleições.

 
Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!