25 de setembro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
DestaquesEsportes

Brasil joga para o gasto e vence o Peru pelas eliminatórias

Depois de toda a polêmica envolvendo a suspensão do jogo contra a Argentina, a Seleção Brasileira voltou a campo na noite desta quinta-feira (9) e venceu o Peru por 2 a 0, com gols de Everton Ribeiro e Neymar, pela 10ª rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. Com o resultado, o time de Tite mantém os 100% de aproveitamento e chega aos 24 pontos, seis a mais do que a Argentina, segunda colocada.

Confira a classificação das Eliminatórias

Na escalação, foi mantido o time que enfrentaria a Argentina, com Lucas Veríssimo ao lado de Militão na zaga, e as entradas de Gerson e Everton Ribeiro no meio-campo.E a partida iniciou com ataques de ambos os lados. O Peru ameaçava nas bolas aéreas, e o Brasil teve boa oportunidade em contra-ataque, mas demorou demais para finalizar.

Aos 5 minutos, Lapadula recebeu cruzamento e chutou para fora na primeira chance peruana. A Seleção Brasileira respondeu no lance seguinte, quando Neymar deu belíssimo passe por cima para Alex Sandro, que dividiu com o goleiro Gallese e o árbitro marcou falta.

Confira como foram os lances de Brasil x Peru

Os jogadores brasileiros começaram a ficar mais com a bola e buscavam espaços para explorar as costas da defesa peruana, que iniciou o jogo tentando avançar e surpreender o Brasil. Aos 9, Everton Ribeiro encontrou Gerson, que foi lançado e saiu cara a cara com o goleiro. Ele bateu em cima de Gallese, que evitou a abertura do placar.

Mas não demorou para que a Seleção fizesse o 1 a 0. Aos 13, Lucas Paquetá tocou para Neymar, que disputou a bola com Santamaría, levou para a linha de fundo e cruzou rasteiro para Everton Ribeiro empurrar para o fundo das redes. Com a ajuda do VAR, o árbitro Wilmar Roldan validou o gol, ainda que os peruanos tenham pedido falta do camisa 10 brasileiro.

Depois foi a vez de a Seleção pedir dois pênaltis, primeiro em um possível toque de mão de Callens e, em seguida, em puxão na camisa de Militão dentro da área. Em ambas, o árbitro mandou o jogo seguir.

Atrás no placar, o time peruano passou a buscar mais o ataque. Apesar de trocar passes no campo ofensivo, teve dificuldade para infiltrar na defesa brasileira. Já o Brasil explorava as bolas longas, tentando explorar os espaços na defesa do Peru.

Em um dos poucos ataques brasileiros pela direita, com Danilo tabelando com Gabigol, surgiu o segundo gol brasileiro. O atacante do Flamengo invadiu a área pelo lado, jogou a bola para trás e Everton Ribeiro bateu. A bola desviou na defesa e sobrou para Neymar, livre, só empurrar a bola para dentro e fazer 2 a 0 aos 39 minutos de jogo. Assim, o camisa 10 e tornou-se o maior artilheiro do Brasil em Eliminatórias, com 12 gols.

No primeiro minuto do segundo tempo, Gerson deu belo passe para Gabigol, que mandou por cima do gol. A seleção peruana respondeu em chute de Flores para fora e, depois, em cabeçada de Callens nas mãos de Weverton.

Quando o jogo esfriou, Tite fez suas primeiras trocas. O treinador mandou a campo os campeões olímpicos Daniel Alves e Matheus Cunha nos lugares de Danilo e Everton Ribeiro. Mas, em campo, era o Peru quem buscava o gol. Aos 23, Carrillo chutou para fora. Três minutos depois, Marcos López bateu para boa defesa de Weverton. Para dar fôlego novo à marcação, Bruno Guimarães entrou no lugar de Casemiro.

Para dar fôlego novo à marcação, Bruno Guimarães entrou no lugar de Casemiro. O jogo seguiu morno, e Tite colocou dois dos principais nomes do Brasileirão aos 36 minutos: Hulk e Edenilson nas vagas de Gabigol e Gerson. E Paquetá deu belo lançamento justamente para Hulk, que chegou antes de Gallese e bateu para fora. Era o último ataque do jogo, que terminou com a oitava vitória do Brasil em oito jogos nestas Eliminatórias.

Os próximos jogos da Seleção serão no mês que vem, novamente em rodada tripla. As datas ainda não foram confirmadas, mas devem ser 7, 10 e 14 de outubro, contra Venezuela, Colômbia e Uruguai, respectivamente. A convocação será na próxima sexta-feira, e Neymar, suspenso, ficará de fora do confronto com os venezuelanos.

Melhores momentos

FICHA TÉCNICA

ELIMINATÓRIAS — 10ª RODADA — 9/9/2021

BRASIL
Weverton; Danilo (Daniel Alves, 17’/2ºT), Lucas Veríssimo, Militão e Alex Sandro; Casemiro (Bruno Guimarães, 32’/2ºT), Gerson (Edenilson, 39’/2ºT), Everton Ribeiro (Matheus Cunha, 17’/2ºT) e Lucas Paquetá; Neymar e Gabigol (Hulk, 39’/2ºT). Técnico: Tite.

PERU
Gallese; Advíncula, Santamaría (Christian Ramos, int.), Callens e Marcos López; Tápia (Cartagena, 13’/2ºT), Yotún (Gabriel Costa, 13’/2ºT) e Christofer Gonzáles; Carrillo, Cueva (Edison Flores, int.) e Lapadula (Ruidíaz, 27’/2ºT). Técnico: Ricardo Gareca.

GOLS: Everton Ribeiro (B), aos 13min, e Neymar (B), aos 39min do 1º tempo.
CARTÕES AMARELOS: Santamaría, Tapia, Yotún, Gabriel Costa, Christofer Gonzáles (P), Casemiro, Lucas Paquetá, Gabigol e Neymar (B).
ARBITRAGEM: Wilmar Roldan, auxiliado por Alexander Guzman e Wilmar Navarro (trio colombiano). VAR: Esteban Ostojich (Uruguai).
LOCAL: Arena de Pernambuco, em Recife (PE).

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!