Bruno articula contatos com a bancada federal para a liberação de recursos em favor do Canal de Bodocongó e outras obras de infraestrutura

Bruno articula contatos com a bancada federal para a liberação de recursos em favor do Canal de Bodocongó e outras obras de infraestrutura

Em entrevista, prefeito destaca auxílio emergencial municipal para segmentos afetados pela pandemia

Diante da permanente escassez de recursos financeiros para a realização de ações em favor da população campinense, o prefeito Bruno Cunha Lima informou, na tarde desta segunda-feira, 3, durante entrevista concedida ao Programa Correio Debate (TV Correio), que está realizando contatos e um trabalho de articulação, junto à bancada federal paraibana, objetivando a conquista de mais recursos em favor de uma série de obras, a exemplo do Canal de Bodocongó.

O prefeito de Campina Grande explicou que esta mobilização é fundamental, levando-se em conta as crises econômica e sanitária que assolam o Brasil, exigindo dos governos municipais o investimento dos seus escassos recursos sobretudo no campo da saúde, pois, neste momento, o objetivo maior é a salvação de vidas, como também a realização de programas como o auxílio emergencial do Município, hoje beneficiando 4 mil campinenses.

Além disso, lembrou que, historicamente, na divisão das receitas, os municípios ficam com apenas 5% dos valores arrecadados, levando-os a um estado de permanente carência de recursos, para a concretização das obras almejadas pela população.

Diante desta situação, Bruno não tem cruzado os braços e, por isso, busca o apoio da bancada paraibana para a conquista da liberação dos recursos já contemplados em emendas parlamentares, como também tem intensificado contatos administrativos com a própria Presidência da República.

Segundo o prefeito campinense, os contatos agora mantidos têm sinalizado positivamente, no sentido de que as verbas voltem a ser reinseridas no cronograma do Orçamento Geral da União. “O próprio presidente já se manifestou neste sentido, daí a nossa confiança para que possamos obter as condições financeiras, visando a realização de importantes obras, a exemplo da segunda etapa do Canal de Bodocongó”, afirmou.

O prefeito campinense ainda manifestou seu interesse em muitas outras ações, a exemplo da reforma e revitalização do Mercado Central, como também iniciativas para a economia e a infraestrutura da cidade. Por fim, disse esperar que o próprio governo do Estado resolva reintegrar Campina Grande no mapa político e administrativo da Paraíba. Para tanto, disse que estará sempre pronto ao diálogo com as autoridades estaduais.