18 de outubro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
DestaquesParaíba

Câmara de Lagoa Seca devolve ao Executivo dinheiro economizado no 1º semestre

A Câmara de Vereadores de Lagoa Seca está preparando a transferência de R$ 30 mil referente às economias do primeiro semestre da Casa. O recebedor do dinheiro é o poder Executivo, que prevê a utilização dos recursos no pagamento do auxílio municipal emergencial. O anúncio foi feito pelo vereador-presidente Fabiano Ramalho (PSL) nesta quarta-feira (30).

Na semana passada, vereadores reuniram-se remotamente, em sessão extraordinária, para apreciar e votar o texto do projeto de lei 006/2021, encaminhado pelo governo ao parlamento. Dez dos onze parlamentares aprovaram o benefício no valor de R$ 600, que será dividido em duas parcelas – a primeira com previsão de ser paga neste mês de julho.

De acordo com Fabiano, o dinheiro chega em boa hora e, com certeza, ajudará os que mais precisam. “Graças ao equilíbrio financeiro nas contas da Casa Legislativa, um dinheiro presidido por mim e que é cercado de total responsabilidade de minha pesssoa, vai possibilitar que a quantia seja somada aos gastos que a administração do prefeito Fábio Ramalho terá com o auxílio emergencial. Sabemos que este alívio financeiro possibilitará que os pequenos comerciantes ‘respirem’ um pouco melhor, o que será muito bom, pois vai movimentar a economia local, gerando renda e manutenção dos empregos”, acrescentou Fabiano.

No ano passado, quando a pandemia da Covid-19 havia recém-chegado no país, um requerimento de Fabiano Ramalho solicitando que o montante de R$ 25 mil alusivo ao controle de gastos da Câmara no três primeiros meses de 2020 foi aprovado e enviado à Secretaria de Sáude do município, com a finalidade de comprar cestas básicas e máscaras de proteção individual as quais foram entregues para a população mais carente de Lagoa Seca.

Assessoria de Comunicação – CMLS

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!