19 de setembro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
Política

Ciro abre o saco da verdade e detona Lula, Gleisi e tacha PT de “Organização Criminosa”

O presidenciável Ciro Gomes (PDT) voltou a fazer duras críticas ao partido e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira (2). Em entrevista à rádio 98 FM Natal, Ciro chegou a declarar que a parcela do partido que é liderada pela presidente nacional da legenda, Gleisi Hoffmann, virou uma “organização criminosa” e que ninguém esquece o que Lula e o PT fizeram

“O PT que Gleisi representa virou uma organização criminosa. Pegue a executiva e veja a folha corrida. Todos os tesoureiros do PT foram presos. O Palocci não é um efeito colateral, não foi uma aliança que o Lula fez. O Palocci é fundador do PT. Palocci fez uma delação de fazer corar o frade de pedra. O Palocci devolveu R$ 100 milhões confessando que roubou esse dinheiro. O PT foi um partido muito importante para organizar o povo brasileiro. O problema é que eles se corromperam”, enfatizou o presidenciável.

Ciro Gomes criticou o PT por se reaproximar de personagens políticos que atuaram para concretizar o processo de impeachment contra a ex-presidente Dilma Rousseff. Ele apontou que é contraditório o partido sustentar a narrativa de que houve “golpe” contra Dilma e abrir diálogo com figuras como o senador Renan Calheiros (MDB-AL) e o ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE).

Perguntado sobre uma declaração de Gleisi, de que qualquer diálogo entre PT e Ciro dependeria de um pedido de desculpas dele, o presidenciável se irritou.

“O PT, o lulopetismo, essa Gleisi, que é uma puxa-saco desqualificada… Perderam a compostura e acham que todos somos idiotas. Eles acham que todos nós, o povo brasileiro, somos imbecis e que ‘São Lula’ pode fazer o que quiser e bem acontecer que temos que engolir. Pra mim, chega. Eu vou pedir desculpas é ao povo brasileiro pelos anos que eu apoiei essa gente”, declarou Ciro.

Clique aqui e veja. 

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!