Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Economia

Com 82,9%, Paraíba está entre os estados com maior proporção de MEI dentre os empreendimentos abertos em 2021

Costureira representa o empreendedorismo de pequenos negócios, que abrange os microempreendedores individuais (MEI), as microempresas (ME) e as empresas de pequeno porte (EPP)

O Sebrae, em comemoração aos 50 anos da instituição, comemorados nesta terça-feira, 5 de julho, lança o “Atlas dos Pequenos Negócios”, um levantamento inédito com informações sobre a situação do empreendedorismo em todo o país. O documento, que também traz dados por porte da empresa e por unidade da federação, mostra que, do total de pequenos negócios abertos em 2021 na Paraíba (53.400), 82,9% é de microempreendedor individual, sendo um dos estados com a maior proporção de MEIs abertos do país.

Isso significa que, no período, foram abertos 44.273 mil MEIs, enquanto o estado registrou a abertura de 7.901 microempresas e 1.226 empresas de pequeno porte, correspondendo, respectivamente, a proporções de 14,8% e 2,3%. A formalização do microempreendedor individual (MEI) teve início em julho de 2009. Desde então, tem havido um movimento intenso de novos empreendedores registrados. Na Paraíba, ao todo são 155.680 MEIs inscritos, estando 79% deles em atividade. Já em relação aos MPE, cujo total chegou a 83.831 inscritos no final de 2021 no estado, a proporção dos que estão em atividade é de 84%.

 

O levantamento mostra, também, que a taxa de sobrevivência após dois anos de aberta a empresa é de 83,3% no estado, enquanto o risco de mortalidade é de 1,5%. Conhecer a taxa de abertura e de fechamento dos pequenos negócios é um bom parâmetro para analisar o fluxo de empresas que iniciam e encerram sua jornada no mundo do empreendedorismo.

Perfil – Conforme o atlas, a quantidade de donos de negócios que estão no empreendedorismo há mais de dois anos na Paraíba é de 76%. Ao abordar o perfil dos donos de negócio no país e por UF, a proporção de mulheres no total de donos de negócio, no IV trimestre de 2021, chegou a 34% do total de negócios no estado. No mesmo período, cerca de 66% dos donos de negócio se auto classificavam como negros na Paraíba, que segundo o IBGE, é a soma de pretos e pardos. O instituto revela, também, que 31% dos donos de negócio no estado tinham até 34 anos no estado, o que se considera dentro da faixa etária tida como jovens.

Outro destaque do estado diz respeito a proporção de donos de negócio que ganham até 1 salário mínimo por mês: 70%. O percentual coloca o estado entre os que possuem a maior proporção do item, ficando entre Piauí (72%) e Amazonas (68%). O documento mostra, também, que cerca de 92% dos donos de negócio possuem zero empregados, ou seja, são considerados “conta própria” (estão à frente de um empreendimento sem empregados). Ainda sobre o perfil dos empreendedores no estado, o atlas aponta que 30% dos pequenos negócios são na área de serviços, assim como os do comércio, enquanto 18% são da agropecuária, 12% da construção e 9% da indústria.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, destacou, durante o lançamento do documento, a força dos pequenos negócios e projetou que o Brasil deve alcançar um crescimento sustentável e espontâneo de 3% ao ano, no momento em que a participação das micro e pequenas empresas no PIB chegar à proporção de 40% (hoje as MPE respondem por aproximadamente 30% do PIB brasileiro). “Em países desenvolvidos, a participação dos pequenos negócios no PIB fica em torno de 40% a 50%. Se em 10 anos nós conseguirmos promover esse crescimento, toda a economia sai beneficiada, graças ao poder que as MPE têm de gerar renda e empregos”, avaliou.

Renda gerada – Os dados apontam, ainda, que o segmento dos pequenos negócios gera, no Brasil, uma renda mensal para os empreendedores de R$ 35 bilhões, o que representa aproximadamente R$ 420 bilhões por ano. Em 2022, considerando a renda dos MEI em atividade, esse perfil de empreendedor gera, todos os meses, R$ 11 bilhões com o seu trabalho. O que significa que – no período de um ano – os microempreendedores individuais sozinhos injetam R$ 140 bilhões na economia brasileira. Já os donos de microempresas e empresas de pequeno porte, geram, mensalmente, R$ 23 bilhões. No período de um ano, o total movimentado por esse perfil de empresa chega a R$ 280 bilhões.

Sobre o Sebrae 50+50 – Em 2022, o Sebrae celebra 50 anos de existência, com atividades em torno do tema “Criar o futuro é fazer história”. Denominado Projeto Sebrae 50+50, a iniciativa enfatiza os três pilares de atuação da instituição: promover a cultura empreendedora, aprimorar a gestão empresarial e desenvolver um ambiente de negócios saudável e inovador para os pequenos negócios no Brasil. Passado, presente e futuro estão em foco, mostrando a evolução desde a fundação em 1972 até os dias de hoje, com um olhar também para os novos desafios que virão para o empreendedorismo no país.

Política Etc.

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!