Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Política

Com “estratégia” desastrosa e indiferença a Campina, PL vê apoios caírem e encolherem às vésperas da campanha

A quinta-feira amanheceu com mais um anúncio de perda de apoio para o pré-candidato ao Senado pelo PL, Bruno Bruno Roberto, na região de Campina Grande. Desta vez, o deputado estadual Manoel Ludgério (PSDB), forte liderança do interior paraibano, recuou da aliança que havia sido anunciada em março.

No fim de semana, Bruno já havia contabilizado uma perda enorme e irreparável com a mudança de rumo do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSC), que, assim como Ludgério, migriu para a base de Efraim Filho (UB).

 

As perdas fazem o PL, que já enfrentava sérias dificuldades e não conseguiu estabelecer composições, encolher ainda mais às vésperas do início da campanha.

Sob o controle do deputado federal Wellington Roberto, o partido não se deu ao trabalho de montar bases no interior, priorizando continuar sendo uma legenda sob inteiro e total domínio do parlamentar e sua família.

Com isso, o PL causou um dano catastrófico à candidatura de Nilvan Ferreira ao Governo do Estado.

O jornalista, um nome de expressão para a disputa, sequer tem possibilidades de nomes razoáveis para composição da vice em Campina Grande. Aliás, tampouco teria opções se fosse o caso de tentar um nome de outro município.

No caso de Campina Grande, porém, o PL parece ter adorado como desiderato ignorar a cidade.

Mesmo em plena pré-campanha há algumas semanas, Bruno Roberto não soma um único aliado mediano no segundo maior colégio eleitoral da Paraíba – e tampouco demonstra preocupação com essa realidade.

Das duas, uma: ou os Roberto descobriram uma estratégia genial que nenhum mortal comum alcança ou a temeridade vai se materializar no dia 02/10.

Hora Agora

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!