16 de outubro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
DestaquesPolítica

Comandante da Aeronáutica afirma que tem base legal para agir se for necessário

O comandante da Aeronáutica, tenente-brigadeiro do ar Carlos Almeida Baptista Junior, disse que a nota enviada pelos militares depois dos ataques do presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19, senador Omar Aziz (PSD-AM), foi um aviso. “É um alerta. É apenas essa”, disse o militar sobre a nota conjunta assinada pelo ministro da Defesa, Walter Braga Netto, e os demais chefes das Forças Armadas. Informa a matéria do Gazeta Brasil

Segundo o chefe da Aeronáutica, as Forças Armadas defendem as instituições. Ele disse que não enviará 50 notas para Omar Aziz, presidente da CPI da Covid no Senado. O comandante reiterou que os militares vão agir, caso ataques levianos não cessem.

“Nós precisamos entender que o ataque pessoal do senador à instituição militar não é cabível a alguém que deseje ser tratado como Vossa Excelência. Porque nós somos autoridades. O comportamento de cada um de nós, das autoridades, exige ponderação e entendimento do todo. E essa disputa política do país é normal, mas sinto ser em tão baixo nível, em nível muito raso“, disse o comandante.

“Façam o devido processo legal, apurem as responsabilidades, doa a quem doer. Não temos qualquer intenção de proteger ninguém que está à margem da lei. O estado democrático de direito, que é uma unanimidade da sociedade, exige que os princípios legais sejam seguidos. E que ninguém seja julgado prematuramente. Mas, uma vez comprovado que agiu à margem da lei, que cada um pague na forma da lei“, acrescentou.

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!