18 de outubro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
DestaquesParaíba

Covid-19: João Azevêdo e demais governadores discutem cronograma de distribuição de vacinas com ministro Marcelo Queiroga

O governador João Azevêdo se reuniu, nesta terça-feira (13), por meio de videoconferência, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e com os demais governadores do país, ocasião em que ficou definido que será encaminhado aos estados até o final do dia o cronograma semanal de distribuição de vacinas contra a Covid-19 durante os próximos meses.

Na reunião também foi informado aos gestores estaduais que o Programa Nacional de Imunização (PNI) irá emitir, nos próximos dias, nota técnica sobre a possibilidade de vacinação do público entre 14 e 18 anos com comorbidades.

“Tivemos uma reunião produtiva em que reafirmamos o nosso compromisso e esforço coletivo para avançar, cada vez mais, na imunização porque os dados  mostram que a vacina tem reduzido o número de casos, de internações e de óbitos. Só com a vacinação do maior número de pessoas venceremos essa pandemia e retomaremos todas as atividades com tranquilidade e segurança, por isso temos distribuído com agilidade todas as doses que chegam ao estado para que elas sejam aplicadas o mais rápido possível na população”, avaliou o governador João Azevêdo.

Por sua vez, o ministro da Saúde assegurou a quantidade de vacinas necessárias para imunizar a população com pelo menos a primeira dose até setembro. “Serão 41 milhões de doses em julho, 68 milhões em agosto e 71 milhões em setembro, o que nos permitirá conter esse caráter pandêmico. Por isso, devemos ter o PNI como referência para agirmos de maneira homogênea nesse esforço conjunto que temos feito com estados e municípios”, pontuou.

O ministro Marcelo Queiroga informou ainda que irá discutir com a Organização Mundial da Saúde (OMS) a estratégia de tratamento para o pós-Covid, bem como o envio de doses do consórcio Covax Facility.

fatospb

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!