Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Cidades

Em Assembleia, servidores anunciam a suspensão da greve após 2 meses de luta

Em Assembleia Geral realizada nesta quinta-feira, dia 04, os servidores aprovaram por unanimidade a suspensão da greve geral, mediante o compromisso da Prefeitura de Campina Grande em restituir os recursos descontados indevidamente. Caso a gestão não cumpra com o acordado, a greve será retomada na segunda-feira, dia 08, e será realizada Assembleia de avaliação na terça-feira.

Foram dois meses de greve geral, com ameaças de corte de ponto. De acordo com o presidente do Sintab Giovanni Freire, hoje foi um momento histórico para a categoria. “Vamos voltar para as unidades de trabalho e dialogar com o colega de trabalho para que na próxima estejamos juntos, porque só assim a gente consegue plano de cargos, melhoria salarial, aposentadoria”, disse ele, sob aplausos geral.

 

Sob forte emoção, a Assembleia foi um espaço para os servidores desabafarem sobre os desafios enfrentados durante esse período. “Eu adoeci quando vi meu contracheque com os descontos, mas em momento algum eu me acovardei”, disse uma servidora. “Tem servidor pensando que a luta acabou, mas ela continua e se precisar é nós de novo!”; disse um Agente de Saúde. “Quero parabenizar a direção do Sintab pelo compromisso em zelar pelos servidores, com todo o suporte jurídico nos ofertado”, disse outro servidor.

O Sintab ainda fica no aguardo de uma nova negociação com a gestão para continuar a discussão sobre os outros pontos de pauta. Em reunião realizada ontem, dia 03, por videoconferência com o Prefeito Bruno Cunha Lima, o SINTAB também cobrou uma mesa de negociação permanente para os demais pontos de pauta da GREVE. Para mais informações, entre em contato pelo fone 3341-3178 ou através das redes sociais no Facebook e Instagram.

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!