Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Paraíba

Empresa alvo de operação da PF já recebeu quase R$ 40 milhões da gestão de Luciano Cartaxo

As informações disponibilizadas no Portal da Transparência da Prefeitura de João Pessoa apontam que a Construtora Compecc – Engenharia, comércio e construções, alvo da Operação Irerês da Polícia Federal, já recebeu quase R$ 40 milhões da gestão de Luciano Cartaxo (PSD), desde 2013, para a realização de obras de natureza diversa. De acordo com o site, no total o governo tem empenhado R$ 64 milhões para pagamento à empresa por serviços prestados ao município em pasta como Habitação, Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano.

A Compecc foi alvo de busca e apreensão pela Polícia Federal nesta sexta-feira (02) sob suspeita de desvio de R$ 6.402.603,83 na execução da obra de revitalização do Parque Solon de Lucena, no Centro de João Pessoa. Perícias, segundo o órgão, teriam confirmado o desvio. A Prefeitura de João Pessoa ainda não se pronunciou oficialmente, mas adiantou que acompanha o caso.

No ano passado a Controladoria Geral da União emitiu relatório apontando falhas na execução do projeto que gerariam improbidade administrativa. Entre os problemas, a ausência de orçamento por parte do município de João Pessoa discriminando a solução técnica a ser adotada para o serviço de construção de galeria de esgotamento pelo método não destrutivo; prejuízo de R$ 33.613,40 causado pelo cálculo em duplicidade dos serviços de carga, manobra e descarga de materiais; prejuízo de R$ 385.202,57 decorrente da utilização inadequada para o serviço executado; prejuízo de R$ 92.687,42 ocorrido em virtude de pagamento superior ao valor dos serviços efetivamente executados, em relação ao Dique de contenção, prejuízo de R$ 5.941.568,90 ocorrido em virtude de pagamento superior ao valor dos serviços efetivamente executados, em relação à remoção de solo mole; custos incompatíveis com o tempo de realização dos serviços. Somados, os valores se aproximam da estimativa da desvio feita pela Polícia Federal.

O órgão investiga o caso a partir de um pedido do Ministério Público Federal, que recebeu o relatório feito pela CGU.

 

Fonte: http://transparencia.joaopessoa.pb.gov.br/despesas/fornecedores-e-favorecidos

Blog do Gordinho

 
Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!