Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

DestaquesMundo

EUA têm 40% de chance de entrar em recessão em 2023, diz Bank of America

Os EUA têm 40% de chance de entrar em recessão em 2023, dizem Os economistas do Bank of America (BofA) Securities, observando que as chances de uma desaceleração acontecer este ano são baixas.

Eles esperam que o crescimento do Produto Interno Bruto dos EUA diminua para quase zero até o segundo semestre do próximo ano “já que o impacto defasado de condições financeiras mais apertadas esfria a economia”, enquanto eles veem apenas uma recuperação “modesta” no crescimento em 2024, de acordo com um relatório. Relatório de pesquisa divulgado na sexta-feira (17).

 

Em uma nota a um cliente, o Bank of America Global Research também criticou o Federal Reserve por não ter se mobilizado antes para aumentar as taxas de juros em um esforço para conter a inflação. 

“Nossos piores temores em torno do Fed foram confirmados: eles ficaram muito atrás da curva e agora estão jogando um jogo perigoso de recuperação”, escreveram analistas. “Esperamos que o crescimento do PIB desacelere para quase zero, a inflação se estabeleça em torno de 3% e o Fed eleve as taxas acima de 4%”.

Na quarta-feira, o Fed elevou sua taxa básica de juros em 75 pontos-base – o maior salto desde 1994. O BofA Global Research disse que espera que o banco central aumente sua taxa-alvo – o que os bancos cobram uns dos outros para emprestar dinheiro durante a noite – um total de 175 pontos-base. nas quatro próximas reuniões. Isso elevaria a taxa de fundos federais para uma faixa de 4% a 4,25% até maio de 2023. 

A faixa atual é de 1,5% a 1,75%, portanto, um movimento dos formuladores de políticas para aumentar as taxas acima de 4% representaria um esforço ainda mais concentrado para conter a inflação – e custos de empréstimos significativamente mais altos para consumidores e empresas. 

Terra Brasil Notícias

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!