Folha de pagamento aumenta rombo das contas dos estados

 

Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, estados onde os problemas fiscais são mais profundos, mantiveram as piores notas (D) na escala de capacidade de pagamento do Tesouro Nacional.

Minas não tem nota porque não apresentou dados de disponibilidade de caixa.

É preocupante que justamente os estados com os maiores problemas para pagar suas contas tenham as piores notas, pois são elas que indicam os entes que podem receber a garantia da União para obter novos empréstimos, informa reportagem da Folha.

No geral, o número de estados que podem ter essa garantia —com nota A ou B— caiu de 14 para 13, segundo boletim de finanças do Tesouro Nacional de 2018.

O único estado com nota A na escala é o Espírito Santo, que manteve o desempenho.

Pioraram a capacidade de empréstimo Maranhão e Rio Grande do Norte, que passaram a ter nota C.

O Piauí passou a ser elegível a obter novos empréstimos com garantia da União, com nota B, mas corre o risco de cair na escala no ano que vem. Ao lado do Piauí, correm esse risco Paraíba, São Paulo, Acre, Amazonas e Paraná.

Redação com Folha de São Paulo

Load More Related Articles
Comments are closed.