Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

DestaquesPolítica

Fracasso: Com impasse entre partidos e baixa adesão popular, PSB quer cancelar ida de Lula a SC

Com impasse entre partidos e baixa adesão popular, PSB quer cancelar ida de Lula a SC

Diante de impasses para a definição do palanque eleitoral, integrantes do PSB de Santa Catarina querem que o PT cancele a ida do ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ao Estado. A viagem do pré-candidato à Presidência da República está marcada para 2 e 3 de junho, baixa adesão popular também contribui para o possível cancelamento do evento.

Petistas insistem na pré-candidatura do ex-deputado Décio Lima, mas os pessebistas querem que o senador Dário Berger dispute o governo do Estado com apoio do ex-presidente.

O congressista deixou o MDB e se filiou ao PSB em março, no mesmo dia em que o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, hoje vice na chapa de Lula, também passou a integrar o partido.

Berger fez o movimento já com a promessa de que seria o candidato da coligação do petista em Santa Catarina.

“Não chegamos a um entendimento com os outros partidos, por isso, a minha solicitação é para que Alckmin não vá a Santa Catarina até que haja uma solução”, disse Berger.

Alckmin acompanhará Lula no percurso, que inclui também o Rio Grande do Sul. O ex-governador de São Paulo Márcio França (PSB) também deve acompanhar a comitiva. Ele foi convidado pelo ex-presidente que quer aproveitar a viagem para tentar convencê-lo a abrir mão da disputa pelo Executivo paulista. O PT tem como pré-candidato o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad.

Caso a viagem seja mantida, integrantes do PSB catarinense não devem participar dos compromissos com Lula e Alckmin. Por isso, o pedido pelo cancelamento. A ideia é evitar constrangimentos com a presença de integrantes da cúpula nacional no Estado.

O impasse em Santa Catarina mostra como a tentativa do PT de ocupar os principais postos nas chapas em alguns Estados tem causado atritos com aliados. Os imbróglios acabam dando trabalho a Lula.

 
Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!