Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Policial

Golpistas criam perfil fake de escritório de advocacia para aplicar golpes em Campina Grande/PB

Criminosos criaram um perfil falso do escritório Gomes e Galdino Advocacia para aplicar golpes em clientes na região de Campina Grande. O perfil foi criado na rede social Instagram, mas os golpes também acontecem via WhatsApp. Os números utilizados pelos bandidos são: 83 98114-6784 e 83 98194-8058.

Os golpistas têm acesso aos processos da vítimas através da consulta pública. Após acessar o documento, os bandidos entram em contato com as pessoas pelo WhatsApp e enviam falsos comunicados exigindo dinheiro.
Os comunicados são referentes a pagamentos de um Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) pra liberação de precatórios.

 

Confira os documentos falsos que são utilizados nos golpes:

Recentemente, uma cliente do escritório quase foi enganada pelos golpistas. A mulher recebeu um precatório enviado pelos criminosos que dizia que a vítima deveria pagar uma taxa de R$ 140 mil pela liberação de um Alvará referente a uma ação que a mulher teria ingressado na Justiça Federal. No entanto, a mulher desconfiou da mensagem e procurou os advogados responsáveis pelo verdadeiro escritório.
Após confirmar que a história se tratava de uma tentativa de golpe, o advogado Hans Kelsen Galdino de Caldas registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil nesta quinta-feira (28).

Boletim de ocorrência registrado nesta quinta-feira (28)

De acordo com informações registradas no Boletim de Ocorrência, uma pessoa de Fortaleza, no Ceará, é quem estaria recebendo o dinheiro dos golpes. Essa pessoa foi identificada por Raimundo Lucas Silva Ferreira. A chave PIX utilizada pela conta do beneficiário é: 080.343.723-40.

Além do escritório Gomes e Galdino, outros escritórios de advocacia estão sendo alvo dos golpistas.

Para não chamar atenção, os criminosos utilizavam um perfil falso que tinha mais seguidores do que o perfil verdadeiro. Fortalecendo a tese de que os seguidores podem ter sido comprados para mascarar o perfil falso.

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!