Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

ColunistasDestaques

João Azevedo e Romero uma relação moderna e de liberdade

A política Paraibana ta seguindo a risca o que reza a cartilha de uma família moderna. A relação entre o governador João Azevedo e o ex-prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues é ambígua em relação a mídia.

Baseado nesta relação e comparando a família moderna, Romero Rodrigues se equipara a um mulher que trabalha, estuda, cria as crianças mas é vítima de um casamento abusivo, aonde o marido (Cássio Cunha Lima) passa o tempo todo diminuindo a força da mulher e fazendo de tudo para mostrar que quem manda é ele. A situação do ex-prefeito de Campina sempre foi de diminuí-lo perante o grupo. Romero foi vereador, três vezes presidente da Câmara de CG, deputado estadual, deputado federal e prefeito por duas vezes, mas deve isso ao seu trabalho e a perseverança em insistir na política, sendo sempre dificultada a sua carreira política.

Ao se livrar do marido abusivo, a mulher precisa ter cuidado para apresentar aos filhos e a família o novo namorado. Essa situação é a de Romero Rodrigues que a tempos decidiu que seguirá carreira solo e irá caminhar junto com João Azevedo, apresentou o namorado a sua filha (Eva Gouveia) e aos poucos esta levando um a um os outros filhos e familiares. É uma questão de tempo para morarem juntos.

Em relação a João Azevedo, João é o marido que levou chifre já a algum tempo e para não perder a guarda dos filhos, e os bens preferiu aguentar as provocações e insinuações, mas manteve-se calado. Durante todo 2021, João Azevedo conviveu com as insinuações e notícias da candidatura do Senador Veneziano Vital do Rego, manteve o silêncio e se preparou para mandar a adúltera aos braços do ex-marido (Ricardo Coutinho).

João Azevedo e Romero estarão juntos e disso todos sabem a questão agora é esperar o momento da festa de noivado e formarem a chapa que levarão adiante o projeto elaborado em Brasília e que terá outros momentos de lavagem de roupa suja.

Composição

Caso Romero Rodrigues aceite ser o candidato a Vice-governador,. tendência é que o candidato ao Senado passe a ser Efraim Filho, com Raimundo Lira suplente.

Aguinaldo Ribeiro se for para a reeleição deverá receber o apoio de Romero.

Adriano Galdino se não compôr a majoritária deverá apostar suas fichas na reeleição para ALPB, mas apostas maiores para uma vaga no TCE.

A pergunta que fica é se cabe num mesmo palanque, Cunha  Lima, Rego, Cartaxo e Coutinho?

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!