João Henrique fala sobre reeleição e desabafa sobre a união dos poderes no município de Monteiro

 

Após a confirmação da vitória nas eleições do dia 07 de outubro, o deputado estadual João Henrique (PSDB) comemorou o resultado e o reconhecimento do seu trabalho e da sua esposa Edna Henrique nas urnas. Reeleito para seu quarto mandato com 34.813 votos, o deputado João Henrique também elegeu sua esposa Edna Henrique (PSDB), deputada federal pela Paraíba. A ex-prefeita de Monteiro obteve quase 70 mil votos e conquistou uma vaga na Câmara Federal.

Em entrevista a uma emissora da Capital, o deputado desabafou sobre a união dos poderes no município de Monteiro que fizeram de tudo para derrotar o casal nas urnas, porém, ambos foram majoritários na cidade, mesmo lutando contra a gestão municipal, estadual, dez vereadores e cabos eleitorais que não só pediam votos para os seus candidatos, mas faziam questão de denegrir a imagem de Edna e João Henrique por onde passavam.

O deputado revelou que essa dupla vitória tem um sabor especial e mostra o reconhecimento do povo monteirense com quem realmente tem serviços prestados ao município.

“A Paraíba nos deu uma grande vitória. especialmente na cidade de Monteiro, minha terra natal e onde Edna foi prefeita por dois mandatos. Lá, 90% dos políticos que ajudamos a eleger se uniram contra nós. Juntos o Governo do Estado, Prefeitura e dez vereadores fizeram de tudo para prejudicar nossa campanha, mas o povo é soberano, principalmente com quem tem trabalho pelo município, e tanto eu quanto Edna Henrique fomos majoritários e continuaremos realizando nosso trabalho transparente e honrado”, disse o parlamentar.

Edna Henrique foi a deputada federal mais votada na cidade de Monteiro com 7.961 votos. O segundo colocado foi Wellington Roberto com 3.788 votos, ele teve o apoio da atual prefeita e vereadores.

Já o deputado João Henrique ficou em primeiro lugar na cidade com 6.225 votos, o segundo colocado foi Caio Roberto com 429 votos.

A prefeita Anna Lorena e todo seu grupo apoiou para deputado estadual o ex-prefeito e ex-deputado, Carlos Batinga, que teve seus votos nulos ou inválidos por estar enquadrado na ‘Lei da Ficha Limpa’.

Load More Related Articles
Comments are closed.