Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Esportes

Liga esportiva barra transexuais em competições de rúgbi: “segurança e a justiça no esporte”

A liga esportiva Rugby Football Union (RFU) proibiu as “mulheres trans” (pessoas nascidas do sexo masculino) de jogarem em competições da categoria feminina na Inglaterra. Segundo a RFU, as normas levam em conta a “segurança e a justiça” das mulheres biológicas.

Trata-se de uma reviravolta, visto que a ordem mais recente da liga esportiva permitia “mulheres trans” nos jogos, desde que passassem por “exames médicos independentes”. Após uma revisão, contudo, a RFU alinhou-se às diretrizes do World Rugby, que proíbem “mulheres trans” no rúgbi.

 

Em um comunicado explicando sua decisão, a RFU informou que analisou a ciência emergente, consultou outros órgãos governamentais e realizou uma pesquisa em todo o jogo com mais de 11 mil respostas.

“Esta ciência fornece a base da recomendação de que a inclusão de pessoas trans designadas como homens no nascimento no rúgbi de contato feminino não pode ser equilibrada com considerações de segurança e justiça”, comunicou a liga esportiva, na sexta-feira 22.

No momento, a RFU acredita que há seis trans jogando rúgbi na Inglaterra. A liga esportiva avalia o que vai fazer nesses casos.

Revista Oeste

Terra Brasil Notícias

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!