Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Diversão

MAPP sedia lançamento do livro “As ‘Mulheres’ de Luiz Gonzaga”, do escritor José Marcelo Leal Barbosa

O Museu de Arte Popular da Paraíba (MAPP) da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), localizado às margens do Açude Velho, em Campina Grande, será o palco do lançamento do livro As “Mulheres” de Luiz Gonzaga, oba assinada pelo escritor José Marcelo Leal Barbosa. O evento terá início às 17h da próxima sexta-feira (16) com entrada franca para o público.

O livo contém 128 páginas com uma abordagem focada no universo feminino das músicas de Luiz Gonzaga. O escritor delineou dez grupos de mulheres que, segundo ele, foram fundamentais na vida e obra do “Eterno Rei do Baião”. No material ainda consta um espaço para o registro fotográfico de um dos principais cantores da música brasileira. As “Mulheres” de Luiz Gonzaga ainda oferece um CD contendo mais de uma centena de canções de Luiz Gonzaga, ora interpretadas por diversas cantoras, ora com duetos marcantes da vida musical do artista.

José Marcelo Leal Barbosa é oficial superior da reserva remunerada da Polícia Militar do Maranhão. Nasceu em Fortaleza (CE), em 22 de outubro de 1954. É Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Piauí e pós-graduado em Técnica de Ensino no Centro de Estudos de Pessoal, no Rio de Janeiro. Ainda é autor das seguintes obras: A Utilização dos Recursos Multissensoriais no Processo Ensino-aprendizagem nas Escolas Militares; TRANSITOLÂNDIA – A Minicidade de Trânsito; Cento e um motivos para gostar de Timo, Luiz Gonzaga: Suas canções e seguidores; Homenagens Especiais ao Eterno Rei do Baião; Luiz Gonzaga: 100 Anos do Eterno Rei do Baião; A outra face da Polícia Militar; Humberto Teixeira – 100 anos do Doutor do Baião; Onildo Almeida: O cidadão da “Feira” e Luiz Gonzaga no Exército Brasileiro.

 
Redação
the authorRedação
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!