19 de setembro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
Cidades

MPPB, MPT e MPF aderem à campanha sobre importância da 2ª dose da vacina contra a Covid-19

O Ministério Público da Paraíba (MPPB), o Ministério Público do Trabalho (MPT-PB) e o Ministério Público Federal (MPF) se engajaram em uma campanha de conscientização sobre a importância da segunda dose da vacina contra a covid-19, para que o Estado possa ter uma retomada econômica mais segura e o retorno ‘normal’ das atividades, seguindo os protocolos de segurança. Os Ministérios Públicos lembram que a população precisa receber as duas doses e orienta os paraibanos que confiram o calendário de vacinação da sua cidade para concluir o processo de imunização.

“Ninguém anda de bicicleta com um só pneu ou consegue enxergar bem só com uma lente dos óculos, não é? Do mesmo jeito é com a vacina contra a Covid-19: com apenas uma dose, você não está protegido”.

Essa é a mensagem do vídeo assinado pelos três ramos do Ministério Público na Paraíba e pelo Governo do Estado e que foi publicado nas redes sociais do MPPB, MPT e MPF, na última segunda-feira (06/09). Outras peças serão publicadas nas redes sociais durante este mês de setembro. A campanha reforça: “Tome a segunda dose. Você e toda a Paraíba precisam. Uma dose da vacina não basta!”.

Os Ministérios Públicos também pediram apoio de redes de comunicação e TVs na Paraíba para veiculação do vídeo da campanha de conscientização, que também tem caráter preventivo, buscando evitar uma nova onda de casos de covid-19, desta vez ocasionados pela nova variante Delta, já confirmada na Paraíba e ainda mais transmissível. A campanha reforça e lembra que o uso de máscaras deve continuar, bem como todos os cuidados, protocolos de segurança, higiene, distanciamento social e proteção à saúde. Somente com a ajuda e a união de todos e todas é que vamos vencer esse vírus.

Assessoria de Comunicação

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!