Nota Oficial da Frente Nacional pela subvinculação dos precatórios do Fundef para a educação e seus profissionais

Nota Oficial da Frente Nacional pela subvinculação dos precatórios do Fundef para a educação e seus profissionais

Segue a Nota Oficial da Frente Nacional pela subvinculação dos precatórios do Fundef para a educação e seus profissionais:

 

FRENTE SOCIAL NACIONAL PELA SUBVINCULAÇÃO DOS PRECATÓRIOS DO FUNDEF PARA A EDUCAÇÃO E SEUS PROFISSIONAIS

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE e a Frente Norte e Nordeste pela Educação têm atuado juntas nos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para garantir a subvinculação dos precatórios do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização dos Profissionais do Magistério – FUNDEF para a educação e seus profissionais.

 

Embora a Constituição Federal e as legislações infraconstitucionais prevejam a subvinculação de parte dos recursos do FUNDEF e do atual FUNDEB para os profissionais da educação, esse direito não tem sido assegurado em muitos processos judiciais que tratam de precatórios do antigo FUNDEF. A educação passou a ser contemplada nas ações cujas execuções ocorreram a partir de setembro de 2017, mas em muitos locais o dinheiro foi usado em outras despesas não necessariamente educacionais.

 

As ações de precatórios do FUNDEF decorrem do calote de aproximadamente R$ 100 bilhões que a União deixou de repassar a vários estados e municípios, entre 1997 e 2006. Essa prática irregular prejudicou milhares de estudantes e profissionais da educação, especialmente do magistério, que deixaram de receber parte da subvinculação do fundo público, independentemente do pagamento dos salários à época que forçosamente foram rebaixados em razão do calote federal.

 

Neste momento, a CNTE e a Frente Norte e Nordeste estão atuando no Congresso Nacional para constituir a Frente Parlamentar pela Subvinculação dos Precatórios do FUNDEF. E queremos fortalecer nossa mobilização na esfera social lançando uma Frente similar para pressionar os órgãos e os Poderes da República responsáveis em assegurar esse importante direito. A matéria está em debate no Supremo Tribunal Federal e em outras instâncias, como o Congresso Nacional e o Tribunal de Contas da União.

 

Vamos juntos/as garantir mais um importante direito à educação e a seus profissionais!

Promoção:

 

CNTE e Frente Norte e Nordeste pela Educação

Sintab

administrator
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!