O IMPACTO DA PANDEMIA SOBRE A INDÚSTRIA CULTURAL por Lucas Tarciano

O IMPACTO DA PANDEMIA SOBRE A INDÚSTRIA CULTURAL por Lucas Tarciano

O IMPACTO DA PANDEMIA SOBRE A INDÚSTRIA CULTURAL por Lucas Tarciano Silva Bastos

A Pandemia trouxe reflexões dialogias para o novo tempo que vivemos, as restrições sanitárias e cuidados na saúde tornaram o viver em situações de aversão social. O impacto não só foi psicológico e de perdas existenciais, a crise econômica e a desestabilidade mundial tonaram os setores de produção artísticas culturais a perdas irreparáveis.

São milhares de profissionais que a cultura concentram cerca de 30 milhões de empregos diretos e indiretamente entre os artistas, músicos, cineastas, produtores, fotógrafos, atores e outros centenas de trabalhadores que vivem da arte perderam seus postos de trabalho. As áreas de produção musical durante seis meses podem ter perdido US$ 10 bilhões de patrocínios e apoios de contratos institucionais. Isso leva a um quatro drástico de muitas histórias que chegam ao fim.

O viver da arte neste novo tempo é quase enigmático, são poucos os incentivos financeiros, e políticas públicas para o setor cultural. Buscando uma saída para sobrevivência muitos profissionais se reinventaram na era digital, a hipermodernidade trouxe um elo de conexão social, e por meio desse elo as Lives são a única fonte de renda para muitos artistas.

A principal indagação é o exercício da cultura na história da humanidade, o que será dessas perdas irreparáveis para o futuro. E como esse decréscimo de produção cultural afetara corpo social, a meditação dessa realidade tem que ser feitas por todos. Cultura é construto social é história, educa e transforma vidas, na arte se reflete o interior das expressões. São princípios que não podem ser esquecidos são valores e crenças que perfazem histórias de uma sociedade.

Fotos: Emanuel Tadeu

 

 

administrator
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!