Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Economia

O MAIOR SÃO JOÃO DO MUNDO: faltando 12 dias para abertura, evento aquece economia de Campina Grande

Que O Maior São João do Mundo aquece a economia de Campina Grande, todo mundo sabe. O que muita gente não imagina é a dimensão da movimentação no comércio local. De acordo com as entidades representativas do setor, após dois anos sem a festa, a expectativa é de aumento nas vendas e de contratação de mão de obra temporária.

De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campina Grande, os setores do comércio já se movimentam nesse período de pré São João, com a contratação temporária de trabalhadores e registro de aumento nas vendas. Espera-se que sejam geradas mais de 200 contratações temporárias, só na rede varejista, e alguns empresários, como os do segmento de calçados, estão buscando aumentar o estoque para atender à demanda que, segundo eles, está a todo o vapor, com a procura dos consumidores que já se preparam para a festa mais esperada do ano.

“Os setores produtivos aguardam, com expectativa, a demanda reprimida que o retorno d’O Maior São João do Mundo tem provocado nos consumidores. Para os empresários, principalmente dos setores de serviços e do varejo, esse é o momento de recuperar aqueles prejuízos que foram acumulados durante o período mais complicado da pandemia. Temos conhecimento de que algumas empresas já estão contratando visando a temporada dos festejos juninos, que é considerada a segunda data mais importante para a nossa economia, atrás somente do Natal. Porém, as contratações temporárias ficarão ainda mais evidentes no mês de junho, o que reforça ainda mais a grandeza do evento”, pontuou Artur Almeida, presidente da CDL-CG.

Em números gerais, conforme a Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Campina Grande (Sede), a estimativa é de que sejam criados mais de três mil empregos diretos e indiretos no período d’O Maior São João do Mundo.

Além disso, a Sede projeta que o volume de recursos injetados na economia de Campina Grande, durante o evento deste ano, seja maior que o de 2019, que ficou em torno de R$300 milhões, em função da demanda reprimida dos últimos dois anos de pandemia.

O presidente do Sindicato dos Comerciários de Campina Grande, José Rogério, também destacou que a perspectiva para O Maior São João do Mundo é a melhor possível, principalmente em um período de recente emergência de saúde pública, em que há um grande número de desempregados.

“O comércio se movimenta bastante. A perspectiva é boa, de 20% a 30% de aumento nas contratações, ou mais. E ainda tem as pessoas que trabalham de forma autônoma. O faturamento, com certeza, será muito bom. Esperamos um bom crescimento mesmo”, destacou.

A grade de atrações do Parque do Povo apresentada pela Medow Entretenimento e Cultura e pela Prefeitura de Campina Grande, promete agradar não só os campinenses, mas atrair milhares de turistas para a cidade. A edição 2022 d’O Maior São João do Mundo será aberta no dia 10 de junho e prossegue até 10 de julho, com programações no Parque do Povo, nos distritos de Galante e São José da Mata, nas casas de shows, bares e restaurantes de toda a cidade.

Prefeitura Municipal de Campina Grande – Portal Online

 
Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!