15 de outubro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
Economia

Pandemia derruba expectativa de vida dos brasileiros em mais de 1 ano

A pandemia de coronavírus fez o brasileiro perder 1,8 ano na média de expectativa de vida. O estudo realizado pela demógrafa Márcia Castro, da Universidade de Harvad, avaliou a média em que os brasileiros nascidos agora devem viver, caso os índices permaneçam semelhantes aos atuais. O número, que era de 76,74 anos em 2019, caiu para 74,96 anos em 2021. Segundo a pesquisa, o dado mostra um retrocesso de uma década na evolução demográfica do Brasil. Ou seja, é como se o brasileiro tivesse a mesma expectativa de vida de 2012. Dados apontam ainda algumas especificidades com relação a gênero e região. Nas regiões mais atingidas pela Covid-19, como o Norte, por exemplo, a queda foi ainda maior. No Amazonas, onde o sistema de saúde entrou em colapso, a expectativa média de vida caiu 4,4 anos. De acordo com os índices avaliados, os homens são os que mais sofrem os impactos dessa redução. Os pesquisadores afirmam que o descontrole na pandemia, falta de organização e demora na vacinação são fatores que contribuem para esses resultados e dizem temer dificuldade na reversão do cenário.

Número, que era de 76,74 anos em 2019, caiu para 74,96 anos em 2021; no Amazonas, onde o sistema de saúde entrou em colapso, índice caiu 4,4 anosA pandemia de coronavírus fez o brasileiro perder 1,8 ano na média de expectativa de vida. O estudo realizado pela demógrafa Márcia Castro, da Universidade de Harvad, avaliou a média em que os brasileiros nascidos agora devem viver, caso os índices permaneçam semelhantes aos atuais. O número, que era de 76,74 anos em 2019, caiu para 74,96 anos em 2021. Segundo a pesquisa, o dado mostra um retrocesso de uma década na evolução demográfica do Brasil. Ou seja, é como se o brasileiro tivesse a mesma expectativa de vida de 2012. Dados apontam ainda algumas especificidades com relação a gênero e região. Nas regiões mais atingidas pela Covid-19, como o Norte, por exemplo, a queda foi ainda maior. No Amazonas, onde o sistema de saúde entrou em colapso, a expectativa média de vida caiu 4,4 anos. De acordo com os índices avaliados, os homens são os que mais sofrem os impactos dessa redução. Os pesquisadores afirmam que o descontrole na pandemia, falta de organização e demora na vacinação são fatores que contribuem para esses resultados e dizem temer dificuldade na reversão do cenário.*Com informações da repórter Camila Yunes

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!