Ponto de Vista com Edson Pereira – Quem vai desligar a luz no PSDB paraibano?

 

Um 2018 fatídico e com resultados que marcam alegria e tristeza ao mesmo tempo o PSDB paraibano esta a deriva mesmo tendo conseguido eleger três deputados federais, saindo de uma representação em 2014 para este número em 2018 com a eleição de Ruy Carneiro, Edna Henrique e a reeleição de Pedro Cunha Lima. O PSDB foi o único partido que elegeu mais de um deputado federal, mas perdeu a vaga que tinha no Senado com a derrota de Cássio Cunha Lima.

Com o seu presidente Ruy Carneiro confirmando que o Senador Cássio Cunha Lima assumirá o comando da legenda na Paraíba pode entregar um “gato por lebre”, isso porque o próprio Ruy esta de malas prontas para sair da legenda, bem como o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues e seu fiel escudeiro o deputado estadual Tovar Correia Lima. O PSDB ainda tem em suas fileiras os deputados estaduais reeleitos Camila Toscano e João Henrique, antes das eleições perdeu o deputado estadual Bruno Cunha Lima que foi para o Solidariedade e não se elegeu para a Câmara Federal.

A sensação é de que mesmo com a vitoria para a Camara Federal a força do PSDB esta minguando, em 2016 o partido elegeu o prefeito de Campina Grande (Romero Rodrigues), de Patos (Dinaldo Wanderley), de Guarabira (Zenóbio Toscano), de Santa Rita (Panta) entre dezenas de prefeitos, alem de ter participado ativamente da reeleição o prefeito da Capital Luciano Cartaxo. O Senador Cássio Cunha Lima, estrela principal da legenda na Paraiba e vice  presidente do Senado Federal não se reelegeu e em quatro anos teve duas grandes derrotas e já não mantem uma luz tão radiante quanto antes e terá problemas em manter a força da legenda para 2020, quando deverá por a prova a força do PSDB e dele próprio quando deverá concorrer a prefeitura de Campina Grande, como se especula nos bastidores da Rainha da Borborema.

Quem vai desligar a luz no PSDB paraibano?

Load More Related Articles
Comments are closed.