28 de novembro de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
Cidades

Prefeitura vai cadastrar artistas vinculados ao Instituto dos Cegos, para inclusão em projeto da Secult

A Prefeitura de Campina Grande vai realizar um cadastramento dos artistas vinculados ao Instituto dos Cegos, para incluir a categoria em um projeto da Secretaria de Cultura, que pretende levar suas ações a diversas instituições do Município. Na manhã desta quinta-feira, 14, a secretária de Cultura, Giseli Sampaio, visitou a sede da instituição, no bairro do Catolé, para iniciar os diálogos visando a concretização do projeto.

Giseli foi recebida pelo presidente do Instituto, John Queiroz, para quem explicou o intuito da Secult, de levar à instituição atividades que fomentem as práticas culturais, com inclusão. A visita integra o conjunto de ações itinerantes que a Secult vem desenvolvendo, junto às associações e órgãos culturais da cidade.

Giseli Sampaio destacou o potencial artístico do Instituto e explicou que, neste primeiro momento, será realizado um cadastro dos artistas que integram a instituição, para em seguida dar prosseguimento às ações que ali serão implementadas.

“A nossa ida ao Instituto dos Cegos de Campina Grande faz parte do projeto de itinerância das ações da Secretaria de Cultura, que formará o polo de ações culturais ligadas às associações e instituições da cidade. O Instituto tem um potencial muito grande, nas diversas linguagens artísticas”, afirmou Giseli.

Segundo o presidente do Instituto dos Cegos, John Queiroz, a visita foi bastante produtiva pois, além da apresentação dos talentos da casa, também foi possível apresentar as demandas e necessidades da instituição.

“A secretária conheceu nossos talentos e as dificuldades que aqui enfrentamos. Nós queremos não só mostrar os talentos, mas também queremos discutir nossas várias demandas, para que assim possamos atuar de forma direta, no nosso atendimento”, declarou.

Codecom

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!