Projeto de Dona Fátima levará as escolas de CG a importância das raízes culturais


Projeto de Dona Fátima levará as escolas de CG a importância das raízes culturais

Com o intuito de enaltecer a cultura local, valorizar os costumes tradições populares na terra do Maior São João do Mundo, e reverenciar o forró, a vereadora Maria de Fátima Melo Silva, (Dona Fátima) do PODEMOS, aprovou na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG), o Projeto Indicativo que levará para as escolas do município uma cartilha contendo a história e a importância das raízes culturais.

 

A propositura, aprovada por unanimidade pelos vereadores e vereadoras da Casa, propõe a confecção e distribuição da cartilha na rede de ensino do município, baseada na obra “O que é o forró,” de autoria do músico e produtor musical Sandrinho Dupan e do músico, DJ, produtor e pesquisador Ivan Dias, que é natural de São Paulo.

 

A ideia é estimular no ambiente de sala de aula, as crianças e adolescentes a conhecerem detalhes da riqueza da cultura regional, a partir das expressões artísticas da música, dança no ritmo autenticamente regional que ganha vida ao som da sanfona, do triângulo e do zabumba.

 

Na justificativa, Dona Fátima destacou que Campina Grande é um grande celeiro cultural e importante polo para o desenvolvimento do forró, desde os tempos longínquos da indústria do algodoeiro, quando a cidade se tornou um importante entreposto comercial. Ela observou que na medida em que a cidade crescia, impulsionada pela chegada do trem com o desenvolvimento da linha férrea, o forró também passava a fazer parte das celebrações, história e da vida dos campinenses.

 

Dona Fátima lembrou que a cartilha que serviu de inspiração para a propositura, traz um pequeno apanhado da história do forró. Ela enfatizou que a obra, publicada pela Editora Universitária da Universidade Estadual da Paraíba (EDUEPB), e com riquíssimo conselho editorial, conta um pouco das origens da tradição do São João, da riqueza cultural da festa e outros elementos que fazem parte da região nordestina.

 

A vereadora do Podemos, observou que apesar da riqueza, o forró, considerado um patrimônio na região, ainda é pouco difundido e estudado nas redes municipal e estadual de ensino.

 

Diante da relevância cultural do tema, a vereadora disse que espera que o chefe do Executivo Municipal, reconheça a importância da iniciativa, e passe a confeccionar e distribuir a cartilha para as escolas do município, para que as crianças e os adolescentes da cidade, tenham oportunidade de aprender sobre a importância de nossas raízes culturais.

 

A obra também visa estimular a leitura dos campinenses. Diversos vereadores elogiaram a iniciativa de Dona Fátima. Diversos vereadores elogiaram a iniciativa de Dona Fátima. O projeto indicativo, inclusive, foi subscrito pelo presidente da Casa, o vereador Marinaldo Cardoso.

 

“Com o ensejo do dia mundial do livro, 23 de abril, fica a presente indicação como forma de estimular as nossas crianças e adolescentes ao hábito da leitura” argumentou a vereadora.