4 de agosto de 2021
recadao@pagina1pb.com.br
Cidades

Projeto do vereador Waldeny Santana cria o programa “Empresa amiga da feira””

O programa tem o propósito de estimular as pessoas jurídicas a contribuírem com a melhoria da qualidade das feiras municipais sob a forma de doações de materiais entre outras ações.

Foto: Ascom

Tramita na Câmara Municipal de Campina Grande um projeto de lei ordinária de autoria do vereador Waldeny Santana (Democratas) criando o programa denominado “Empresa amiga da feira”. A matéria ainda aguarda a apreciação do plenário para sua aprovação e encaminhamento para sanção do poder executivo.

De acordo com a propositura, o programa tem o propósito de estimular as pessoas jurídicas a contribuírem com a melhoria da qualidade das feiras municipais sob a forma de doações de materiais, realização de obras de manutenção nos equipamentos, reforma e ampliação.

Em contrapartida à iniciativa de engajamento social e apoio aos pequenos empreendedores, as pessoas jurídicas integrantes do programa receberão do poder público municipal o título de “Empresa Amiga da Feira”, que poderá ser utilizado para divulgação com fins promocionais e publicitários em qualquer tipo de mídia.

Waldeny, que preside a Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara Municipal, realizou nos últimos dias um circuito de visitas às feiras dos bairros da cidade, às arcas comerciais e também ao mercado central da Rainha da Borborema, e defende a necessidade de maior atenção e apoio aos feirantes.

“Feira é cultura, é história, é economia forte, geração de emprego e renda, lugar de gente batalhadora, demonstrando grande potencial em todos esses campos, devendo, por isso mesmo, receber o suporte possível e necessário para seu desenvolvimento. Sou frequentador e entusiasta da feira, dos feirantes e desse potencial”, comentou o vereador.

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!