“Radical não, a gota”, Atriz Global se separa do marido por ele ter votado em Aécio

“Radical não, a gota”, Atriz Global se separa do marido por ele ter votado em Aécio

Atriz Maria Ribeiro culpa política por separação de relacionamento de 12 anos com Caio Blat: “Votou no Aécio”

Maria Ribeiro culpa uma divergência política por sua separação de Caio Blat, com quem se relacionou durante 12 anos. “Sempre achei que dava para cada um do casal votar em uma pessoa. Mas, em 2014, o Caio votou no Aécio [Neves]”, lamentou a atriz, relembrando a eleição presidencial que resultou na vitória e segundo mandato de Dilma Roussef.

“Eu falei: ‘Caralho’. Posso achar a Dilma sem talento nem para ser síndica, mas acho que é aquela coisa ‘por baixo da pedra’ do [Fernando] Pessoa: tem uma parada que é do mal e outra que é do bem. Impressionante como a política foi ocupando tudo, né?”, avaliou Maria em entrevista ao jornal O Globo.

A artista explicou ainda que ficou mais politizada durante seu casamento com Paulo Betti, com quem viveu entre 2001 e 2005 e teve um filho. “Ganhei uma consciência que não tinha. Porque, depois do Paulo, fiquei traumatizada com a coisa da política. Eu acordava, e o cara já tinha lido oito editoriais do Élio Gaspari”, brincou ela.

“Casei com Paulo com 21 anos, ele tinha 44. O cara só falava de política, a onda dele na vida é essa. Mais que amor, paternidade, política é o tesão dele”, ressaltou a atriz, atualmente no ar na reprise de Império, novela em que contracenou com Betti e Blat.

“O nosso encontro foi maravilhoso, porque é uma diferença de origem muito grande. Country Club com Sorocaba, irmãos analfabetos. Tenho vontade de fazer um filme para o Paulo, porque é um ator gênio que, ultimamente, não tem tido bons papéis”, afirmou Maria.

Questionada sobre suas separações terem sido tranquilas, Maria Ribeiro entregou o segredo de uma boa ex-relação. “Domingos [Oliveira, 1936-2019] dizia que quem se amou tem que ficar amigo, se não o mundo fica cruel demais. Penso que, se eu não ficar, ele vai puxar meu pé (risos)”, contou.

“Acho que é porque, nesse se dar bem, eu incluo não se dar bem também. A gente briga, tem treta, fica sem se falar, discute, desliga o telefone. Não acho que isso seja grandes coisas, pelo contrário, é família”, ressaltou.

“Casei com dois caras que amei muito. Fico com saudade, quero saber o que estão pensando da vida. E não tenho medo de treta. A vida é estar o tempo todo consertando. Já parto do princípio que é isso, porque se achar que a briga é exceção, a gente fica com medo dela”, finalizou a estrela.