Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Política

Sem delação, donos da JBS pegariam 2 mil anos de cadeia

Alvo de polêmica por causa dos benefícios concedidos aos autores, a delação de Wesley e Joesley Batista (foto), do grupo JBS, descreve crimes praticados por eles que poderiam resultar em 2 mil anos de prisão para cada um, informa o jornal O Estado de São Paulo.

Os relatos entregues pela Procuradoria da República ao Supremo Tribunal Federal apontam 240 condutas criminosas.

Foram relacionados oito tipos de crime, incluindo 124 casos de corrupção e 96 de lavagem de dinheiro.

Os delatores, porém, não responderão por nenhum desses crimes porque receberam imunidade, além de perdão judicial caso fossem denunciados, ainda conforme o jornal.

 Estadão

 
Redação
the authorRedação
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!