Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Brasil

Senado deve votar reforma trabalhista até o fim do mês

Depois de confusão e bate boca na Comissão de Assuntos Sociais, senadores entraram em acordo e deixaram a leitura do relatório da reforma trabalhista para a próxima semana.

O líder do governo no senado, Romero Jucá, acredita que o texto estará pronto para a votação até o dia 28.

Sonora: “Vai ser votada a reforma até o fim do mês, nós fizemos aqui um entendimento de calendário, não só na comissão de assuntos sociais, mas também já na CCJ, Comissão de Constituição e Justiça. E pelo calendário ela será votada no dia 28 pela CCJ, portanto pronta para ir ao plenário a partir do dia 28 e ficará a cargo do presidente Eunício, então, pautar a matéria.”

Antes da reunião, o deputado do PT, Paulo Paim, se exaltou com a presidente da comissão, senadora Marta Suplicy, cobrando o adiamento da leitura. Houve discussão. Passado o mal-estar, Paim se desculpou e comemorou o novo calendário, sem deixar de criticar a reforma.

Sonora: “A sociedade tem que conhecer o monstro que é essa reforma trabalhista. Revoga todos os seus direitos no mundo do trabalho. Só não revoga os artigos da constituição porque eles não podem, sabem que tem que fazer uma emenda constitucional, mas tem artigos ali que são inclusive inconstitucionais que vão virar um debate no Supremo.”

A CCJ é a última comissão por onde o texto da reforma trabalhista vai passar antes de ir para o plenário. E pelo acordo desta quinta-feira (8), essa comissão não poderá fazer nenhuma alteração no texto, apenas votar.

 
Redação
the authorRedação
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!