Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Brasil

Supremo proíbe renovação automática de professores substitutos

Ao julgar ontem uma ação que envolve a Universidade Federal do Ceará, o Supremo Tribunal Federal decidiu que “é compatível com a Constituição Federal a previsão legal que exige o transcurso de 24 meses, contados do término do contrato, antes da nova admissão de professor temporário anteriormente contratado”.

Foto: Carlos Moura/ SCO/STF

A decisão deverá respingar na UEPB.

 Aparte

 
Redação
the authorRedação
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!