Treze empata com São Paulo Crystal e se complica no Paraíbano

Treze empata com São Paulo Crystal e se complica no Paraíbano

São Paulo Crystal e Treze não passaram de um empate por 0 a 0 em jogo disputado nesta quarta-feira, no Estádio Almeidão, em João Pessoa. O duelo, que abriu a terceira rodada, estava programado anteriormente para o Carneirão, em Cruz do Espírito Santo, que acabou interditado por conta das chuvas.

O resultado não foi bom para o Alvinegro, que pode perder posições na tabela de classificação. O time soma quatro pontos, na terceira colocação. Por sua vez, o São Paulo segue na vice-liderança, com cinco pontos, ainda invicto na competição.

Agora, o Treze se prepara para jogar somente no dia 6, quando recebe o Nacional de Patos no Presidente Vargas, em Campina Grande. Já o São Paulo Crystal encara o Botafogo, no dia 5, no Almeidão.

O JOGO

A partida começou em ritmo lento e o árbitro Diego Roberto, em 10 minutos, já havia aplicado três cartões amarelos, mesmo sem nenhum lance violento acontecer, um deles para o goleiro reserva do Carcará, João Manoel, por reclamação.

Os dois times brigavam muito no meio campo, mas tentando muitas ligações diretas, vários impedimentos também foram marcados, e a falta de criatividade fazia o jogo ser bastante frio.

A primeira jogada de mais perigo veio aos 27 minutos apenas e com o São Paulo Crystal, quando Guilherme lançou da esquerda para dentro da área, e Biro Biro apareceu livre na frente de Jeferson e tentou deslocar o goleiro, mas mandou a direita do poste do arqueiro trezeano.

Já próximo do intervalo, aos 42 minutos, nova chance do Carcará. Henrique recebeu passe na entrada da área, deu bela finta de corpo em Marlon e bateu de direita, da entrada da área, e o camisa 1 do Galo foi no seu canto esquerdo para espalmar para escanteio.

Foto: Ascom/Treze

Foto: Ascom/Treze

Segundo tempo

Assim como na primeira etapa, muitos cartões e pouquíssimo futebol. O árbitro Diego Roberto estava com a carteira aberta e distribuindo amarelos, e os times, sem inspiração e nervosos, erravam demais no meio campo e não davam sequências para as jogadas.

Somente aos 29 minutos saiu a primeira chance, e foi novamente do São Paulo Crystal. Biro Biro recebeu na entrada da área, limpou a marcação e bateu de direita no canto esquerdo do goleiro trezeano, que fez boa intervenção para espalmar e evitar o gol.

Aos 34 minutos, João Leonardo recebeu na área e trombou com o goleiro Nunes. O time alvinegro reclamou bastante a marcação de um pênalti, mas apenas tiro de meta foi anotado.

A primeira finalização de perigo do Treze no jogo saiu aos 38 do segundo tempo. Jairinho recebeu na esquerda, cortou para o meio e bateu firme. A bola explodiu no travessão de Nunes e foi pela linha de fundo, indo para escanteio após desvio na defesa na hora do chute.

Ficha Técnica

São Paulo Crystal
Nunes, Gustavo, Cleiton, Gualberto e Guilherme; Augusto Recife, Robert, Henrique e Leandro (Mael); Biro Biro e Leandro Cearense (Maike). Técnico – Ramiro Souza
Treze
Jeferson, Júlio Ferrari, Marlon, Rômulo e Bruce (Wallison Bahia); Darlan, Régis Potiguar (Romeu), Emerson e Kleiton Domingues (Jairinho); Birungueta e João Leonardo. Técnico – Marcelinho Paraíba
Gols –
Carão amarelo – Robert, Gualberto (SP), João Leonardo, Darlan, Júlio Ferrari, Bruce, Birungueta (T)
Árbitro – Diego Roberto Souza de Melo
Assistentes – Ruan Neres Souza de Queirós e Herioberto Henrique da Silva