Vacinação contra a Influenza começa na próxima segunda em Campina Grande

Vacinação contra a Influenza começa na próxima segunda em Campina Grande

A campanha segue até julho e conta com um cronograma em três fases

A Campanha de Imunização da Influenza começa na próxima segunda-feira, 12 de abril, e em Campina Grande mais de 100 mil pessoas devem receber a vacinação. A campanha vai contemplar inicialmente as crianças de seis meses a menores de seis anos, as gestantes, os trabalhadores de saúde e as puérperas, que são mulheres que deram à luz há até 45 dias.

Somando esses grupos prioritários da primeira etapa são 46.298 pessoas na cidade. Esse público deve procurar as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Policlínicas ou Centros de Saúde até o dia 10 de maio. A segunda fase da campanha vai contemplar os idosos a partir dos 60 anos e os professores, e acontece entre os dias 11 de maio e 8 de junho.

E a última etapa, que vai de 9 de junho a 9 de julho, irá atender pessoas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo, agentes de forças de segurança e salvamento, agentes penitenciários, detentos e jovens em medida socioeducativa.

Um detalhe importante é que esse período vai coincidir com a realização da vacinação contra a covid-19. “É importantíssimo que a as pessoas que foram vacinadas contra a covid-19 obedeçam um intervalo de 14 dias para que possam receber a dose contra a influenza. E quem receber a vacina contra a influenza também deve aguardar o mesmo período para ser imunizado contra o coronavírus”, explicou a Coordenadora Municipal de imunização, Miralva Cruz.

Sobre a influenza
A influenza afeta o sistema respiratório e é de alta transmissibilidade, por ser uma infecção viral aguda. Os sintomas são febre alta, que dura em torno de três dias, seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse. Em casos mais graves pode existir a dificuldade para respirar e ocorrer a necessidade de hospitalização.

A vacinação previne o surgimento de complicações decorrentes da doença, reduzindo os sintomas, que inclusive podem ser confundidos com os da covid-19. Mesmo quem se vacinou em anos anteriores precisa reforçar a proteção porque o vírus sofre mutações e a vacina tem novas cepas. O imunizante protege da influenza B e dos dois tipos da Infleunza A: H1N1 e H3N2.

Cronograma

Primeira fase – (12/04 a 10/05)

Crianças (6 meses a < de 6 anos)

Gestantes e Puérperas

Trabalhadores da saúde

Segunda fase – 11/05 a 08/06

Idosos com 60 anos

Professores

Terceira fase – 09/06 a 09/07

Pessoas com comorbidades

Pessoas com deficiência permanente

Caminhoneiros

Trabalhadores de Transporte Coletivo

Agentes de Segurança e Salvamento

Agentes penitenciários

Detentos e jovens em medidas socioeducativas.

Codecom