Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Economia

Vendas nos shopping centers cresceram 81,5% em abril ante o mesmo mês de 2021

Apesar do índice positivo, o tíquete médio de abril nas lojas fechou em R$ 124,46, o que representa uma redução de 12,24%

O setor de shopping centers registrou a 13ª alta mensal consecutiva ao atingir uma elevação de 81,5% nas vendas em abril, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo balanço da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce). Os dados têm como base em levantamento do Índice Cielo de Varejo em Shopping Centers (ICVS-Abrasce). Em termos reais, quando descontada a inflação, o crescimento foi de 61,8%. Apenas nos quatro primeiros meses de 2022, o comércio dos shoppings acumula uma recuperação de 45,1% em relação ao primeiro quadrimestre de 2021. Do ponto de vista regional, o Sudeste se destacou no mês ao crescer acima da média nacional, com uma ampliação de 114,1% nas vendas. No período, todas as demais regiões também tiveram crescimentos: Centro-Oeste (71,2%), Nordeste (68,3%), Sul (49,6%) e Norte (43,5%).
Impactado pelo cenário macroeconômico, em especial pela inflação, o tíquete médio de abril em lojas de shoppings fechou em R$ 124,46, o que representa uma redução de 12,24% quando comparado aos R$ 140,22 do mesmo mês de 2021.

O presidente da Abrasce, Glauco Humai, acredita que o crescimento deve se manter nos próximos meses, mas em um ritmo um pouco menor, uma vez que as taxas agora serão comparadas com um período de base mais alta, registrada em 2021, quando os empreendimentos voltaram a operar. ”Aproximamos cada vez mais dos níveis pré-pandemia e isto nos dá a perspectiva de resultados ainda mais animadores ao longo do ano. Algo até natural, pois aos poucos, o brasileiro volta a retomar o hábito de frequentar shoppings e usufruir de toda a comodidade e praticidade que os empreendimentos oferecem”, finaliza o executivo.

 

Terra Brasil Notícias

Redação Página1 PB
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!