YouTube Shorts chega ao Brasil e quer derrubar o TikTok

YouTube Shorts chega ao Brasil e quer derrubar o TikTok

O YouTube Shorts chega nesta segunda-feira (7) ao Brasil. A função, lançada inicialmente em beta na Índia em setembro, permite criar e editar clipes curtos de até 60 segundos no celular. Disponível no aplicativo para Android e iPhone (iOS), o recurso funciona de maneira bastante similar ao reels do Instagram e pretende renovar a produção de conteúdo no YouTube.

As informações sobre a nova ferramenta foram reveladas em uma coletiva de imprensa ocorrida na quarta-feira (2). A seguir, confira todos os detalhes sobre como produzir clipes curtos pelo YouTube Shorts.

A nova função do app permite gravar vídeos curtos e verticais pelo celular e vem com um editor embutido. Criadores de conteúdo podem adicionar texto, aumentar ou diminuir a velocidade do áudio e até mesmo adicionar diferentes filtros diretamente da plataforma. Além disso, assim como funciona no reels do Instagram, também é possível salvar no aplicativo os áudios e as músicas que você deseja usar em seus clipes.

Embora siga o modelo tradicional de vídeos de curta duração visto no TikTok e no Instagram, um diferencial do YouTube Shorts é a vasta biblioteca de áudios e canções. Graças a uma parceria com gravadoras e produtoras, será possível usar o próprio catálogo da plataforma como base para remixes e dublagens. Vale dizer que produtores de conteúdo poderão escolher entre disponibilizar ou não seus próprios conteúdos para reprodução no YouTube Shorts.

Segundo anúncio da empresa, os Shorts funcionarão como uma nova forma de descobrir e consumir conteúdo no YouTube. Com eles, os usuários poderão conhecer e divulgar novos canais de maneira mais prática e acessível. Disponível nos Estados Unidos desde março de 2021, a ideia é que esse tipo de produção de vídeos seja também monetizada pela plataforma — embora, até o momento, não tenham sido revelados muitos detalhes sobre isso.

administrator
Fundado em junho de 2017, o Página1 PB é um portal de notícias sediado em Campina Grande (PB), que tem compromisso com o verdadeiro jornalismo. Afinal, o Jornalismo mudou. Mas a verdade não!